quarta-feira, 25 de março de 2009

FILHOS SÃO COMO NAVIOS!


Ao olhar um navio no porto, imaginamos que ele esteja no lugar mais seguro.
Entretanto, ele está em preparação e abastecimento para se lançar ao mar, ao destino para o qual foi criado, indo ao encontro das próprias aventuras.
Dependendo do que a natureza lhe reserva, poderá desviar-se da rota, traçar outros caminhos ou procurar outros portos.
Certamente regressará mais experiente pelas experiências adquiridas e enriquecido pelas diferentes culturas percorridas. E haverá gente no porto, feliz, à sua espera.
Assim são os FILHOS.
Estes têm nos PAIS, o seu porto seguro.
Por mais segurança e sentimentos de protecção que possam sentir junto aos seus pais, eles nasceram para singrar os mares da vida, correr os seus próprios riscos e viver os seus próprios empreendimentos.
Na certeza de que levarão consigo os exemplos dos pais, os conhecimentos aprendidos...
Porém, a proverbial provisão estará no interior de cada um:
A busca de encontrar a verdadeira felicidade.
No entanto, não há felicidade pronta, algo que possa ser herdado, doado ou transmitido.
Felicidade é uma conquista pessoal.
O lugar mais seguro onde o navio pode estar é no porto. Mas ele não foi feito para permanecer ali.
Alguns pais pensam que serão, eternamente, o porto seguro dos filhos, esquecendo-se de os preparar para navegar e encontrar o seu próprio lugar, onde poderão sentir-se seguros, felizes e convictos de que, em outro tempo, deverão ser porto para outras pessoas.
Ninguém pode traçar o destino dos filhos.
Porém, todos devem estar conscientes de que estes devem levar na sua bagagem VALORES herdados, tais como:
HUMILDADE,
HONESTIDADE,
DISCIPLINA,
RESPEITO,
DILIGÊNCIA,
PERSEVERANÇA,
CORAGEM,
GRATIDÃO
E GENEROSIDADE.
Filhos nascem para se tornar um dia CIDADÃOS NESTE MUNDO.
Os pais podem desejar o sorriso dos filhos, mas não podem sorrir por eles.
Podem contribuir para a felicidade dos filhos, mas não podem ser felizes por eles.
Os pais não devem manipular os passos dos filhos nem estes, repousar sobre as conquistas paternas.
Entretanto, para isso, precisam ser preparados e amados, na certeza de que:
“QUEM AMA EDUCA”
COMO É DIFÍCIL SOLTAR AS AMARRAS...

11 comentários:

Ozenilda Amorim disse...

Oi menina, obrigada por me visitar e se tornar minha seguidora. Vou sempre tentar colocar coisas interessantes para agradar a vocês.
Beijo e seja bem vinda.
;)

Ruby disse...

Oie!!! Este texto foi feito para todos os pais, claro, mas hoje especialmente ele foi destinado à mim, tenho um filho de 15 anos e tá chegando a hora de ir puxando a âncora... obrigada pelo post querida, vou acompanhar sempre seu blog. Bjokas.

Nela disse...

Olá minha querida Lulu, muito bonito o que escreveu, sabe que eu penso assim? criei o melhor que pude a minha filha, visto ter só uma, eduquei da melhor forma possivel, dei educação, estudou pq quis principalmente a faculdade, agora que está uma senhora acho que consigue transmitir tudos os valores necessários, pq ela nunca passou por cima de ninguém, para obter o que quer, sempre foi á luta da vida, é uma óptima filha o meu amor, que se preocupa com os pais, mas está construindo a casa dela e logo que a tenha pronta se casará, me vai custar claro, mas eu tb, fiz igual! mas a ela vai custar muito, tanto que já me pediu para comprar casa mais perto da dela rsrs é verdade amiga eu não minto, acho que fiz um bom trabalho mesmo, tenho Orgulho na minha filha, ela adora ajudar quem precisa, ela tem montes de amigos de emprego pq a adoram, mais não digo parece mal eu tar a elogiar a minha própria filha, quem ler pode pensar que minto, mas tem razão, os filhos são como Navios, tem que tentar sempre chegar a um porto seguro...beijos querida adoro você.

Claudia Pimenta disse...

oi lulubeka! passei apenas p/dar um alô e avisar que estou de volta... com saudades! bjs, querida!

Chris disse...

Que texto lindo Lulubeka! Alem de super real! Eu ate copiei para salvar numa pasta aqui.
Duro e dificil para os pais, para mim como filha tbm e. Mas sei que os pais que seguram toda a carga de se "separar" de seus frutos.
A vida e assim, ne?!

bju bju

Laély disse...

Olha, que tudo o que você escreveu foi pra mim!
Estou vivendo uma angústia pelo "parto" do filho mais velho...Estou fazendo preparativos para mandá-lo estudar uns meses fora do Brasil. Já me perguntaram se eu não iria sofrer, por ficar longe dele. Respondi que prefiro ele longe, mas com a oportunidade de se achar, crescer, do que debaixo da minha saia e perdido! Não estou dizendo que é fácil, não! A gente começa a questionar a própria competência...
Fiz um post sobre o que me aflige. Se quiser, conferir:
http://saladala.blogspot.com/2009/03/corujinhas-lulu-carter-reconheco-que.html
Obrigada pela visita!

Sutana disse...

Lindo esse texto,mas quanto é dificil soltar as rédeas dos nossos queridinhos, né???? Dá uma peninha deles...ai ai meu coração....bjuss

Sutana disse...

Obrigada pela visitinha, sempre estarei por aqui, gosto mto do seu blog

Viviany disse...

Lú queridíssima , que linda a mensagem !!! É isso aí , temos que deixar nossos "navios" navegarem né ?!? Tô aprendendo , hehehe ...
Sabe , acho que a gente menospresa a capacidade de independencia e a facilidades de adaptação dos nossos filhos frente a situações novas ... É um processo lento esse desmame , hehehe ...
Bjuss amore *

Maristela Fernandes disse...

Obrigada pela visitinha..Adorei o seu post e isso ai tenho 2 filhos um de 20 e um de 16 criei eles com todo amor e carinho.E eles são tudo de bom,mas sei que um dia eles vão tomar o rumo deles..mas eu sempre estarei por aqui como um porto seguro...é eles sabem disso..bjoss

a estrangeira (Cristina Alcântara) disse...

Bonito texto. Me faz lembrar que o tempo passa rápido, e como é difícil deixarmos nossos filhos seguirem seu caminho! O meu tem 6 anos e me dá um aperto só de pensar. Mas seguramente, ele terá sempre um porto para atracar.
Beijos,